ARTIGOS EM DESTAQUE

ARTIGOS EM DESTAQUE...

domingo, 5 de junho de 2016

"TER QUE" vs. "DEVER"

Version en Français   Versione in Italiano   English Version   Versión en Español

Image (Pedestrians) by Charlotte Gilhooly (CC BY 2.0)
Sempre me perguntam: "Afinal, qual é a diferença entre 'DEVER' e 'TER QUE'?"... Neste artigo, vou tentar explicar quais são as diferenças entre os dois e como são usados na prática. Vamos lá!


Tenho uma amiga chamada Sophie, que mora na Nova Zelândia. Ela estuda português e gosta muito de ler artigos em revistas do Brasil pela Internet. Ao ler dois artigos bem interessantes, ela encontrou duas frases muito parecidas: "O pedestre deve atravessar na faixa..." e "O pedestre tem que atravessar na faixa..."

A Sophie não entendeu qual era a diferença entre as duas frases, então ela pesquisou sobre o tema na Internet. O que ela descobriu?

OS DOIS SERVEM PARA QUÊ?

A Sophie usou um dicionário para certificar-se do significado do verbo "DEVER" e da expressão "TER QUE". Basicamente, eles servem para exprimir uma necessidade, uma obrigatoriedade ou uma possibilidade. Como assim? Ela viu os significados:

Definições, conforme o dicionário Priberam
DEVER TER QUE / TER DE
verbo transitivo
1. Estar obrigado a.
2. Ser necessário.
3. Ter de suceder.
4. Ter dívidas.
5. Ser provável que.
6. Ter a dívida de.
7. Estar reconhecido (a alguém) por.
substantivo masculino
8. .Ato que tem de se executar em virtude de ordem, preceito ou conveniência.
9. Obrigação.
1. Necessitar.
2. ser obrigado a.
3. estar resolvido a.

Neste ponto, a Sophie viu que, tanto "DEVER" quanto "TER QUE" exprimem necessidade ou possibilidade.

ESTRUTURA

É interessante dar uma olhada na estrutura das duas expressões. A tabela abaixo vai resumir a pesquisa da Sophie:

(Note que o verbo precisa ser conjugado na pessoa que deverá executar a ação.)
DEVER TER QUE
Eu devo + verbo
Tu deves + verbo
Você deve + verbo
Ele deve + verbo
Ela deve + verbo
Nós devemos + verbo
Vós deveis + verbo
A gente deve + verbo
Eles devem + verbo
Elas devem + verbo
Eu tenho que + verbo
Tu tens que + verbo
[Você tem que + verbo]
Ele tem que + verbo
Ela tem que + verbo
Nós temos que + verbo
Vós tendes que + verbo
[A gente tem que + verbo]
Eles têm que + verbo
Elas têm que + verbo


MAS QUAL É A DIFERENÇA? - QUANDO FALAMOS DE NECESSIDADE

Muito bem! A Sophie já pesquisou para que servem e também quais são as estruturas corretas. Agora vamos analisar qual é a diferença entre os dois.

Observe as duas frases seguintes:
1) Você tem que sair.
2) Você deve sair.

Com qual delas você se sentiria mais inclinado a sair?

Na prática, a frase #1 carrega certa dose de conselho ou pedido, acaba sendo entendida como "É melhor você sair". É como se deixasse uma possibilidade de escolha. Mas, deixa bem claro que é a melhor escolha e que problemas podem ocorrer caso este conselho não seja seguido. A frase #2 já indica que não há outra escolha a não ser sair. Ela tem um peso maior de obrigatoriedade.

Então, a Sophie entendeu que as duas frases expressam graus diferentes de necessidade, onde o "DEVER" tem uma força maior que "TER QUE"/"TER DE"

Você pode fazer um exercício. Observe a imagem abaixo e escreva algumas frases que você usaria para o Carlinhos (usando o "DEVER e o "TER QUE")





MAS QUAL É A DIFERENÇA? - QUANDO FALAMOS DE OBRIGATORIEDADE

A Sophie viu que os dois termos também são usados para exprimir obrigatoriedade. Vamos pensar um pouco: Eu vou viajar a Portugal, o que você me recomendaria (usando “TER QUE” ou “DEVER”)?



Muito bem! E uma das coisas que você poderia me dizer é:
1) "Você tem de levar o passaporte."
2) "Você deve levar o passaporte."

Sim, eu e você sabemos que sem o passaporte, eu não conseguiria embarcar para viajar a Portugal. Ter o passaporte é uma obrigação para mim. Então o verbo "DEVER" foi muito bem usado na frase #1.

Mas você concorda com o fato de que eu posso escolher não levar o passaporte? Sim, eu posso. Mas sei que vou arcar com as consequências de ser impedida de embarcar e não vou conseguir viajar. Então, se você usar a frase #2, pelo contexto, você também vai expressar uma certa obrigação.

Neste tipo de contexto, a diferença novamente é que o "DEVER" tem um peso maior que "TER QUE"/"TER DE".

MAS QUAL É A DIFERENÇA? - QUANDO FALAMOS DE POSSIBILIDADE

Sophie percebeu que, quando usados num contexto de possibilidade, essas duas formas acabam tendo um significado diferente. Vamos ver...

Vamos supor que temos um amigo chamado Paulo. Precisamos falar com o Paulo e vamos procurá-lo. O que você entende quando eu digo estas frases?

1) "O Paulo deve estar na praça."
2) "O Paulo tem que estar na praça."

Note que a frase #1 expressa uma simples possibilidade. Para mim, o mais provável é que o Paulo esteja na praça. Na frase #2 eu expresso uma possibilidade e ao mesmo tempo um desejo. Eu espero que ele esteja na praça.

Para ilustrar, vamos ver a situação nas duas imagens abaixo:


Você consegue ver a diferença entre as duas frases?



Espero que este artigo tenha ajudado um pouco. Sei que você vai ter que pesquisar um pouco mais sobre o assunto que é complexo. Por exemplo, já ouviu falar de um utro significado do verbo "DEVER" que é mostrado nesta frase "Você ainda me deve cinco reais"? Mas este é um outro contexto totalmente diferente.

Se você tiver qualquer dúvida, por favor, deixe os seus comentários.



Nenhum comentário:

Postar um comentário